DÚVIDAS

Posso enterrar meu animal no quintal?

Não. Não opte por enterrar seu animal em quintais ou terrenos baldios. A atitude de encontrar um lugar no terreno de casa para enterrar o seu pet pode ser um grande gesto de amor e é muito comum que os donos escolham essa opção, até mesmo por sentirem que seu animal de estimação continua “próximo”. Entretanto, é perigoso para a saúde fazer isso, visto que um organismo que está passando pelo processo de decomposição pode contaminar o solo, o lençol freático e transmitir doenças.

O que é Sepultamento?

O sepultamento consiste no acondicionamento do animal em um recipiente próprio, envolvido em uma manta, sendo então, enterrado em local apropriado.

O que é a manta?

A manta é um material absorvente utilizado para envolver o animal, antes de ser colocado em recipiente e enterrado. Esse material tem como objetivo proteger o solo durante o processo de decomposição. Sendo assim a forma mais segura para o meio ambiente.

O que é cremação?

É um procedimento moderno que acelera a decomposição do corpo transformando-o em cinzas. A cremação é realizada por um equipamento de alta tecnologia.

A cremação substitui o velório?

Não. Numa cremação, todo cerimonial de velório permanece o mesmo, de acordo com o desejo do cliente.

O que é feito com as cinzas após a cremação?

As cinzas são acondicionadas em uma urna especial, escolhida pelo criador, que pode ser guardada em nichos, jazigos perpétuos, ou em casa, como melhor convir.

Em caso de morte por doença específica da espécie (cães, gatos, aves), quais cuidados devo ter??

Infelizmente, retirar o animal não é suficiente, especialmente se você tem outros animais em casa. Se você pretende ter outro pet, é necessário limpar sua casa com desinfetante antes de trazer um novo animal. Acredite ou não, algumas doenças ficam no ambiente e podem contaminar filhotes que ainda não são vacinados.
Nos casos em que o pet possuía um veterinário, você deve entrar em contato com a clínica e informar o falecimento do animal